CINQUENTA ANOS

Há quarenta anos, vivo imaginando o viver. Ainda não construi a imagem ideal, creio que em mais quarenta anos ainda não terei conseguido.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Olha o Nó



Vejam só
Olha o nó
Agora estou na pior
Sem maior
Nem menor
Sem contra
ou pró
Como faraó
Virei pó
A faca levei no gogó

Como Jó
De dar dó
Eu me sentia  tão só
confiei
Em você
Fui de ruim
Pra pior
Um cipó
dominó
uma oferta, ebó

Acreditar, arriscar
Nesse jogo de amar...

Se se envolver faz sofrer
é preferível estar só!


Letra: Carla Marzagão
Música, Arranjo e Voz: Luciano Silva